Cannes 2013: Recapitulando

O Festival de Cannes 2013 chega ao fim neste domingo (26), com a entrega da Palma de Ouro, o prêmio mais aguardado do evento. Com a competição chegando ao fim, começam as apostas dos críticos de cinema para tentar antecipar o nome do grande ganhador. Nesta edição o cenário mudou a cada nova exibição. O último filme a ser exibido foi Venus in Furs, de Roman Polanski, na manhã de hoje (25).Cannes_2013_juri

Only Lovers Left Alive, The Past e Like Father, Like Son arrancam aplausos. Estrelado por Tom Hiddleston e Tilda Swinton, Only Lovers Left Alive ofereceu para a plateia uma divertida sucessão de referências musicais, literárias, históricas, entre outras coisas, e o resultado foi curioso, mas tem condições de agradar muita gente.

The Past (Le Passé) foi escrito e dirigido por Asghar Farhadi. Na história, um casal que vive separado na prática, mas ainda é casado na teoria, se reencontra para acertar o divórcio. Só que antes da conclusão desta etapa, fatores como um suicídio, uma gravidez e um “suposto” novo amor provocam uma revolução. Direção precisa e elenco – sem exceção – muito afiado. Também tem chances de ganhar a Palma de Ouro no ar e quem sabe um forte candidato ao Oscar 2014.

Like Father, Like Son Dirigido pelo japonês Hirokazu Koreeda, Like Father, Like Son mexeu com o público, e a razão não é nada simples, uma vez que a trama envolve duas famílias que jamais teriam suas vidas cruzadas não fosse um detalhe: seus filhos foram trocados na maternidade. Como a descoberta veio apenas seis anos depois, pais, mães, filhos e “irmãos” precisarão aprender uma nova realidade, motivados por padrões de vida econômico e amorosos totalmente distintos. The Past e Like Father, Like Son  são fortes concorrentes ao prêmio!

Até quarta-feira (22), os críticos apostavam fortemente no filme Inside Llewyn Davis, dos irmãos Coen. Inspirada nas memórias de um cantor de folk, essa comédia musical conta sobre esse cara atormentado pela ideia de fazer sucesso, mas que nunca consegue emplacar nada. O elenco conta com nomes conhecidos, como: Justin Timberlake, Carey Mulligan, John Goodman e Oscar Isaac dando vida ao divertido protagonista. Como resultado, várias risadas durante a projeção e aplausos ao fim.

Cannes_2013_La Vie d'Adèle

Ontem (24) aconteceu uma virada e tanto na “previsão” do ganhador da Palma de Ouro. O candidato da vez é o filme com quase três horas de duração e cenas de sexo explícito entre duas mulheres que seduziu a crítica, La Vie d’Adèle (Blue is the Warmest Colour). Protagonizados por Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux, o filme conta história sobre uma jovem de 17 anos, que conhece uma artista plástica um pouco mais velha, descolada e as duas vivem um tórrido romance. O enredo não é nenhuma novidade, mas o diferencial foi a forma como o filme foi conduzido.

Cannes_2013_Behind the Candelabra

Outro filme que também aborda o tema da homossexualidade não foi tão bem recebido foi Behind the Candelabra, que teve sua estreia mundial em Cannes, e foi considerado “gay demais” por Hollywood. O filme conta a história do conturbado amor entre o excêntrico pianista Liberace e seu jovem amante Scott Thorson – interpretados, respectivamente, por Michael Douglas e Matt Damon. O diretor Steven Soderbergh anunciou que esse será seu último filme, pelo menos por um tempo.

As vaias ficaram para The Immigrant e Only God forgives. The Immigrant, de James Gray, tem roteiro pouco convincente, os personagens são inconsistentes, as atuações são exageradas, enfim não funcionou. Only God forgives, do dinamarquês Nicolas Winding Refn, ao contrário do esperado, exaltou a violência sem sentido e o preciosismo estético em contraste com a dureza da história.

Michael Kohlhaas, do cineasta Arnaud des Pallières, também não agradou, mas dessa vez a crítica optou pelo silêncio após o encerramento da sessão. Na trama que se passa no século XVI, um comerciante de cavalos bem sucedido é trapaceado por um poderoso e resolve fazer justiça com as próprias mãos, enfrentando as consequências de sua decisão.

Cannes_2013_Patio

Curta brasileiro foi aplaudido na Semana da Crítica (competição paralela). Segundo curta da trilogia do brasileiro Aly Muritiba, Pátio tem 17 minutos de duração e com uma câmera fixa atrás das grades e diante do pátio de um presídio, a visão fica parecida com a que o encarcerado tem do mundo e, indo mais além, daquela que o vigilante tem do detento. A história é contada com o auxílio do audio dos presos, em especial um que será libertado. O ganhador, nessa competição, foi o longa Salvo, dos italianos Fabio Grassadonia e Antonio Piazza, que  venceu o Grande Prêmio e o Prêmio Revelação (14 mil euros em prêmios nototal). A história é sobre um assassino da máfia, que se envolve com a irmã cega de uma de suas vítimas.

Apesar dos ‘pequenos’ probleminhas (roubo de milhões e prostituição declarada) o evento foi um sucesso! Os famosos desfilaram no tapete vermelho e encantaram os amantes da moda e do cinema, é claro! Amanhã é o grande dia e saberemos quais títulos serão premiados no Festival. Para quem não sabe, em Cannes são vários filmes que saem ganhando. O normal é ser um prêmio por produção, rendendo assim premiação para sete filmes: Palma de Ouro, Grande Prêmio do Júri, Prêmio do Júri, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Roteiro. Vamos aguardar!

[Atualizado]

L’Image Manquante, do cambojano Rithy Panh, venceu o prêmio da mostra Um Certo Olhar (Un Certain Regard) no Festival. O filme é um olhar pessoal do horrores do regime de Pol Pot.

O prêmio do juri ficou com Hany Abu-Assad, pelo longa Omar, ambientado no conflito entre Israel e a Palestina. Já o prêmio de melhor direção foi para Alain Guiraudie, pelo suspense gay Stranger by the Lake.

O troféu Future Award  foi entregue ao produtor Forest Whitaker e o diretor Ryan Coogler por Fruitvale Station; e o Talent Award, por melhor elenco, ficou com The Cage of Gold, de Diego Quemada-Diez.

Anúncios
Marcado com: , ,
Publicado em Eventos
Um comentário em “Cannes 2013: Recapitulando
  1. […] mostramos aqui no blog as apostas dos críticos para os possíveis ganhadores. Realmente, o filme ganhador do […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: