Ricardo Darín

ricardo darin

Quando se pensa em cinema argentino, o nome de Ricardo Darín automaticamente aparece. Embora ele negue, humildemente, o posto de ator mais importante da argentina, ele está presente em pelo menos 3 de cada 5 filmes produzidos no país. Filho de atores renomados em seu país: Ricardo Darín e Renée Roxana, Ricardo começou sua carreira aos 10 anos nos palcos de teatro e nunca fez curso de atuação. Na televisão protagonizou séries e novelas de grande audiência; e sua estréia no cinema foi no longa “A Culpa”, de 1969.

Antes de aceitar um projeto, Darín diz que o roteiro precisa pegá-lo pelo estômago – ele nem se importa com a experiência do diretor, tanto que gosta de trabalhar com estreantes. O reconhecimento no cinema teve início através do policial “Nove Rainhas” (2000), e de “O Filho do Noiva” (2001), indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Curiosamente, foi só depois que os longas estouraram na Espanha é que os argentinos passaram a reparar em Darín. Segundo ele, infelizmente, é preciso primeiro de respaldo lá fora para ser aceito e reconhecido no próprio país.

ricardo_darin

Não se pode negar a força do cinema argentino, com produções nem sempre de grande orçamento, os “hermanos” sabem contar uma história; e nos faz pensar que o atual momento do cinema argentino permite que se almeje um grande futuro para o cinema latino americano. A forma como se conta histórias na América do Sul tem ganhado fama mundial por manter uma identidade incomum, uma mistura de sensibilidade e bom humor, que tem sido um diferencial. Segundo Darín: “Há algo que de alguma maneira nos identifica, que é o humor, a vocação de rir de nós mesmos, uma ingenuidade por sermos países jovens em termos democráticos.” (entrevista ao site Último Segundo do portal ig, 2010).

Só em ter o Ricardo Darín o filme já vale ser conferido. Amanhã estreia no cinema brasileiro Tese Sobre um Homicídio que fala sobre suposto serial killer. Ricardo Darín estrela o suspense como criminologista solitário. Ele desconfia de que um de seus alunos é assassino em série. E por isso selecionamos seis filmes, prontos?

O Filho da Noiva (2001) – Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

É um filme delicado sobre as lutas internas que o homem trava na busca constante para encontrar sua identidade. Aos 40 anos, Rafael Belvedere (Ricardo Darín) é um homem cheio de preocupações: o restaurante da família que ele administra está com problemas; a mãe está internada em um asilo por conta do Mal de Alzheimer; a filha torna-se cada vez mais distante. Tanto estresse faz com que Rafael tenha um enfarte. Com isso, ele passa a repensar sobre suas prioridades na vida e aceita a idéia do pai Nino em se casar com sua mãe Norma na igreja, um sonho dela que não foi realizado no passado por conta dos ideais que Nino defendia. O Filho da Noiva é um dos filmes mais marcantes da carreira de Ricardo Darín, sendo um dos primeiros em que ele rouba a cena como protagonista. Darín tem um papel sensível e delicado, mesclando bem as cenas de humor e drama.

Clube da Lua (2004)

O filme conta a história de um clube falido que está prestes a ser fechado para dar lugar a um cassino. Os últimos 62 sócios tentam impedir a demolição do lugar alegando que serve a importantes questões sociais da comunidade. Vão perder a briga, claro, mas não é isso que interessa. Román Maldonado (Ricardo Darín), que nasceu no ápice da economia em 1959, vive agora em estado pobreza, assim como o clube, assim como seu país. A situação do clube chega a um ponto em que este não mais consegue arrecadar fundos para pagar suas dívidas. Para deixar esse estado de pobreza o filho mais velho de Román resolve deixar o país e tentar a sorte na Espanha. Román ao preparar as malas encontra sua carteira de sócio vitalícia do Clube, há tempos perdida, e se pergunta como fazer para fundar um novo clube.  Esse filme, por fim, nos deixa algumas questões: vale a pena continuar lutando pelo que achamos justo, mesmo tendo sido vencidos? Deixar suas raízes, seu mundo, suas amizades para arriscar uma nova perspectiva econômica vale a pena? O econômico é o principal?

XXY (2007)

Filme polêmico, foi o vencedor da Semana da Crítica do Festival Internacional de Cinema de Cannes de 2007; “XXY” conta a história de uma adolescente hermafrodita e o dilema vivido por ela e seus pais. Tentando fugir dos médicos que desejam corrigir a ambigüidade genital da criança, seus pais a levam para um vilarejo no Uruguai. Eles estão convencidos de que uma cirurgia deste tipo seria uma violência ao corpo de Alex e, com isso, vivem isolados. Até a chegada de um casal de amigos e seu filho adolescente, e é onde todo o drama começa. Coloca-se um garoto “normal” ao lado de uma garota, em situação de desconforto, de perigo, coloca uma família em contraponto com outra família. Tudo aquilo que era só sugerido, interiorizado, passa a ser ilustrado – o que há de constrangedor nisso é que o personagem de mistério vira caso de estudo, vira pesquisa de caso.

O Segredo dos Seus Olhos (2009) – Ganhador do Oscar de Melhor filme Estrangeiro

Rodado em apenas duas semanas, o filme foi aclamado por crítica e público. Vai do drama a comédia, do policial ao romance sem perder o enredo. O longa argentino, baseado em um livro de Eduardo Sacheri, narra a resolução de um assassinato após 25 anos de investigação. Forte, tenso e envolvente, Ricardo Darín vive Benjamin Esposito, um oficial de justiça de um tribunal penal que se aposentou recentemente. Ele escreve um livro sobre um caso marcante e acaba se reconectando com aquela trágica história. Para ordenar as idéias, ele revê o homicídio que investigou em 1974 e termina repensando as decisões feitas no passado. Nessa busca vai tentar descobrir se consegue encerrar esse caso e alguns capítulos da sua vida. Espósito terá sempre ao lado seu antigo romance, que é também sua ex-superior, Irene Menéndez Hastings e a companhia do fiel escudeiro Pablo Sandoval, que garante uma participação cômica e dramática ao filme. O desenrolar dos acontecimentos cria um suspense envolvente e o desdobramento dos personagens contribui com boas surpresas. Além disso, “O Segredo dos Seus Olhos” também apresenta um subtexto político: o da violência protagonizada pelo grupo de extrema-direita Aliança Anticomunista Argentina, o chamado “Triplo A”, durante os anos 70. “O segredo dos seus olhosé tenso e intenso, e embora transite por vários gêneros, no final das contas é uma grande história sobre o poder da paixão em nossas vidas. Para ver, rever e aplaudir de pé.

Abutres (2010)

Representante argentino no Oscar 2011, o personagem de Darín (Sosa) vive de explorar vítimas de acidentes de trânsito na grande Buenos Aires. Em parceria com a polícia e funcionários de hospitais, o advogado fica à espreita de colisões e atropelamentos para passar a conversa em pessoas humildes e ficar com a maior parte das indenizações. Mas o que seus clientes não sabem é que a agência para a qual trabalha está envolvida em esquemas de corrupção e desvio de dinheiro. Quando se apaixona pela jovem paramédica Luján, Sosa decide se aposentar do trabalho sujo e viver ao lado dela. Mas seu passado não o deixará tão facilmente. À medida em que os dois personagens se envolvem amorosamente, surge um dilema moral para Sosa. Ele ajuda pessoas que colocam suas vidas em risco, enquanto ela faz exatamente o contrário. O amor, que o libertaria, se torna mais um peso. A personagem Luján é repleta de nuances. Apesar de apaixonada, não abre mão de suas convicções, mesmo trabalhando em condições quase sub-humanas. Muito por causa de Darín, o filme atingiu a marca de 700 mil espectadores na Argentina e pautou o assunto no Congresso – o governo argentino passou a regular o acesso de terceiros na ação de indenizações, muito pelo filme que denunciou abertamente uma máfia que se tornou famosa ganhando dinheiro de seguros por acidentes não tão acidentais assim.

Um Conto Chinês (2011)

Uma das sensações do cinema argentino em 2011, também fez muito sucesso por aqui. A trama de um argentino e um chinês que são unidos pela história de uma vaca que caiu do céu encantou. E Ricardo Darín pode ser considerado um dos “culpados” por tal encanto. Confortável na pele de Roberto, ele apresenta um personagem solitário, que tem dificuldades em aceitar a presença de outras pessoas no seu dia a dia. Um estranho caso com uma vaca que caiu do céu na China, porém, vai acabar com a crença de Roberto de que na vida não há acasos. A comodidade de sua vida é interrompida quando ele encontra um chinês que não fala uma palavra de espanhol. O imigrante foi assaltado e não tem lugar para ficar em Buenos Aires. Inicialmente relutante, Roberto acaba deixando o asiático viver com ele e aos poucos vai descobrindo fatos sobre o chinês. A idéia de um gesto altruísta dá início a uma dramática e divertida luta de ambos pela realização de seus sonhos. Enquanto um quer encontrar um parente para começar vida nova, o outro só deseja recuperar a liberdade da velha vida e a tão amada solidão. Com uma história leve e despretensiosa, ganhamos excelentes atuações, uma ótima direção e um filme onde podemos navegar entre o engraçado e o triste de maneira muito natural.

Assinatura_Kellen_Favoretto

Anúncios
Marcado com: , , , , , ,
Publicado em Celebridades, Post da Equipe
3 comentários em “Ricardo Darín
  1. […] indicamos umas sugestões AQUI dos filmes argentinos com Ricardo Darín, ator presente em pelo menos 3 de cada 5 filmes […]

  2. […] indicamos umas sugestões AQUI dos filmes argentinos com Ricardo Darín, ator presente em pelo menos 3 de cada 5 filmes […]

  3. […] Ricardo Darín é um ator incrível, não tem como negar. Sua lista de filmes é grande e já comentamos algumas aqui no blog. Em setembro foi entrevistado por Alejandro Fantino, no programa Animales Sueltos. Durante a conversa, o ator impressionou a todos com suas respostas: […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: